Mostra Blues retorna à cidade com intervenções musicais, filmes e exposição de fotos

Entre 3 de outubro e 1 de novembro a cidade ganha nova imersão no gênero com o Mostra Blues, evento que inclui blitz musicais, mostra de cinema e exposição fotográfica dos grandes artistas nacionais e internacionais da cena musical.

A Secretaria de Estado de Cultura, com patrocínio da Samsung e copatrocínio da Algar, traz para São Paulo o evento Mostra Blues, com realização assinada pela Dançar Marketing e Produções e pelo Governo do Estado de São Paulo.

Dividido em quatro diferentes etapas, o projeto tem por objetivo fomentar e difundir a produção artística no Estado, através de variadas formas de expressão.

Blues Blitz – Durante o mês de outubro, a cidade volta a ser embalada pelo ritmo do blues. Nos dias 30 de setembro, 3, 4 e 5 de outubro, músicos da banda Mustache e Os Apaches realizam doze intervenções musicais em lugares estratégicos da cidade surpreendendo o público.

Expo Blues: No Reserva Cultural, de 3 de outubro a 1º de novembro, o fotógrafo André Velozo exibe seu acervo fotográfico de grandes nomes do Blues e do Rock. Momentos inesquecíveis de Jeff Beck, Buddy Guy, Joss Stone, George Benson e Bem Harper, entre outros, foram registrados pelas lentes de Velozo. Estarão expostas fotos de Nuno Mindelis, Jimmy Vaughan, Ari Borger, Fábio Guimarães, Chalie Musselwhite, Keb’ Mo’, Ben Harper, Tiffany Harp, Quinn Sullivan, George Benson.

Serviço – 3/10 a 1º/11, das 8h às 22h, no Reserva Cultural (avenida Paulista, 900). Telefone 3287-3529, entrada franca.

Cine Blues – No mesmo período, também no Reserva Cultural, acontecem gratuitamente três sessões de cinema com filmes relacionados ao blues e que narram a vida de artistas e momentos marcantes da história do gênero. Os filmes: Cadillac Records, Crossroads (1986) e Honeydripper – do blues ao rock. Serviço: Sessões às 21h30. Capacidade: 110 lugares, sala 4. Censura 16 anos. Retirada de ingresso 1 horas antes na bilheteria.

Após as sessões de cinema haverá Master Classes com o guitarrista Igor Prado e o ator, diretor e dramaturgo Mário Bortolotto.

Ordem de exibição:

3/10 – Cadillac Records – Direção de Darnell Martin, de 2008. Retrata o Chess Records, estúdio musical de Chicago. No início trabalha o blues, com ícones como Muddy Waters (Jeffrey Wright) e Little Walter (Columbus Short). Chuck Berry (Mos Def), um dos precursores do rock, também gravou ali. Leonard Chess (Adrien Brody) é o produtor que pretende vencer apostando em talentos como Etta James (Beyoncé Knowles). 1h49.

4/10 – Crossroads – Longa de 1986 estrelado por Ralph Macchio, Joe Seneca com direção de Walter Hill e música de Ry Cooder. Participação especial de Steve Vai. Trata-se de um sucesso de crítica e público, que narra a história de um talentoso estudante dse música clássica, Eugene Martone, louco por blues.Atenção pata o duelo de guitarras entre o jovem estudante e o guitarrista Jack Butler (Steve Vai).

5/10 – Honeydripper – Do Blues ao Rock é um drama musical norte-americano escrito e dirigido por John Sayles. Estreou em 2007, no Festival Internacional do Filme de Toronto. No elenco, Danny Glover, Lisa Gay Hamilton e Yaya DaCosta, entre outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s