Espetáculo “Canteiro de Alumiá” une cantoria e música de câmara em apresentação gratuita

Inspirado por Ariano Suassuna, o compositor Ricardo Dutra e Quinteto Aralume, de música instrumental brasileira, fazem parceria inédita para criar o espetáculo Canteiro de Alumiá, que reúne 11 músicas “de arranjos artesanais e timbragem armorial”

Chamado de “trovador contemporâneo”, o compositor, cantador e instrumentista Ricardo Dutra e o Quinteto Aralume, de música instrumental brasileira, estreiam o espetáculo Canteiro de Alumiá, nos dias 24 e 25 de março, no Teatro Alfredo Mesquita, em Santana, na zona norte de São Paulo. Com entrada gratuita, a apresentação das 11 músicas inéditas celebra a parceria inusitada entre as canções de Ricardo e os arranjos elaborados pelos músicos do Quinteto.

De maneira poética e imbuídas de lirismo melódico, os temas das composições abordam essencialmente a natureza, a vida e o amor, unidas ao refinamento artesanal dos arranjos, que proporcionam a este trabalho uma timbragem armorial e o primor da música de concerto.
Durante sete meses, eles se encontraram para unir duas vertentes musicais tão distantes quanto próximas: a cantoria e a música de câmara. “É um trabalho que expandiu e está evoluindo”, afirma Ricardo. “Estamos em um processo de criação minucioso, e percebemos que as características singulares presentes neste trabalho criativo, acrescidas ao ineditismo das composições, apontam a possibilidade de apresentar algo de novo no contexto musical contemporâneo”.

A inspiração para a parceria surgiu depois que Ricardo Dutra assistiu a uma aula-espetáculo do Quinteto Aralume, que realizava uma homenagem a Antonio Madureira, líder do Quinteto Armorial, grupo que fez sucesso na década de 1970, ao criar uma música erudita brasileira de raízes populares. O Quinteto Armorial nasceu no contexto do Movimento Armorial, idealizado pelo escritor Ariano Suassuna, este movimento cultural surgiu no Recife e se espalhou pelo Brasil.

O nome do espetáculo, também nome de uma das canções, Canteiro de Alumiá, merece uma explicação. A palavra canteiro neste espetáculo traz seus diversos significados, o canteiro de obra, o canteiro de cantaria (arte de talhar pedra), e também o canteiro de flores, sendo a flor um elemento poético bem utilizado nas letras das canções. Todos estes canteiros representam o Canteiro de Alumiá, um lugar de tarefa e lapidação desta obra musical, que alumia pelo encanto das canções que nele brota e fecunda. O Espetáculo Canteiro de Alumiá é o resultado do processo de criação do projeto Ricardo Dutra e Quinteto Aralume, fomentado pelo Edital de Apoio a Criação Artística-linguagem música da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

Serviço
Espetáculo Canteiro de Alumiá
24 de março, às 21 horas
25 de março, às 19 horas
Teatro Alfredo Mesquita
Avenida Santos Dumont, 1770 – Santana
Entrada Grauita
Estacionamento gratuito

Saiba Mais em http://www.ricardoaralume.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s