Almanak lança na Vevo “Mais Uma Vez” primeiro videoclipe autoral da banda

A banda, que completa exatamente 20 anos de carreira, mudou o cenário cover da noite paulistana, tem tudo para comemorar a nova fase da sua carreira.

Formada por Ellen Cristinne (vocal), Paulinho Roveri (vocal e guitarra), Ricardo Guerra (guitarra e vocais), JB Neto (baixo) e JP Silvestre (bateria) a banda resolveu apostar suas fichas na carreira autoral e acaba de lançar o seu canal oficial na vevo e o seu primeiro seu primeiro vídeo clipe “Mais uma vez” com direção geral e roteiro Daniel Stunges e diretor de fotografia Dirso Barelli.

Disponível nas principais plataformas digitais mundial desde o dia 13 de abril, o clipe teve uma pré-estreia para imprensa, influenciadores, patrocinadores, parceiros e amigos na sede da Vevo Brasil, em São Paulo, dia 12 de abril. A Noite, especialíssima, contou com um pocket show da banda e muita emoção por parte de todos os envolvidos. “São 20 anos de banda, tocando músicas que amamos e que fizeram da Almanak o que ela é hoje, mas, ter uma música autoral sendo tão bem recebida pelo público, pela Vevo e com tantos apoiadores é realmente uma sensação indescritível”, afirma a vocalista Ellen Cristinne.

O videoclipe se passa num cassino, mostrando um ambiente de jogos, apostas e blefes, que por tantas vezes se assemelham ao encontros e desencontros das relações amorosas. Assim, “Mais uma Vez”, é – de fato – a representatividade de que a Almanak está apostando suas fichas num novo passo da carreira, onde só tem a ganhar, já que estamos falando de uma banda de altíssima técnica e com um carisma que arrasta um público fiel por onde passa.

Com o diferencial de ter tanto vocal masculino quanto feminino, a banda que sempre destacou nos mais diversos tipos de eventos com versões de clássicos e atualidades do rock e do pop como AC/DC, Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Michael Jackson, Florence and the Machine e Foo Fighters, agora também poderá apresentar ao seu público um rock pesado, cheio de energia, com um refrão marcante e que leva a assinatura da banda.

Assista “Mais Uma Vez”: https://www.youtube.com/watch?v=8ic2tUXzCvE
YouTube: @AlmanakVEVO

Facebook: @bandaalmanak
Instagram: @almanak/
Site: http://www.banda-almanak.com.br/

Fotos pré-lançamento na Vevo – 12 de abril
Créditos para Alex Minconi

Anúncios

Banda Silibrina se apresenta no Bona

Depois de uma temporada norte-americana, o Septeto fará show no Bona, espaço de música em Pinheiros, com músicas do álbum O Raio e composições inéditas

                                                                          Foto: Ju Matos

Depois de uma temporada norte-americana nas cidades de Austin e Nova York, com participação no SXSW Music Festival, além de apresentações em grandes casas de jazz como Nublu, em Nova York, e um show de boas vindas no Jazz nos Fundos, a banda Silibrina já tem data para o próximo show, com músicas inéditas. Será no dia 27 de abril, no Bona, em São Paulo. Os ingressos já estão à venda: https://bit.ly/2vyA8Vc

Além de tocar piano, Gabriel Nóbrega assina as composições e arranjos do septeto, que foi finalista do prêmio Samsung E-Festival. Ele é acompanhado por Ricardinho Paraíso (baixo), Jabes Felipe (bateria), Matheus Prado (percussão), Wagner Barbosa (saxofone), Reynaldo Izeppi (trompete) e Gileno Foinquinos (guitarra), artistas de referências diversas, vindos de diferentes regiões do Brasil e extremamente atuantes no cenário musical em São Paulo.

Sobre Gabriel Nóbrega
Gabriel Nóbrega iniciou sua carreira musical aos 11 anos de idade acompanhando seu pai, o multiartista pernambucano Antônio Nóbrega, como percussionista. Durante 13 anos fez shows por todo o Brasil e turnês ao redor do mundo. Mais tarde, apostou também na vocação para criar e dirigir filmes de animação e, em 2015, foi o diretor de publicidade mais premiado do Brasil e um dos mais premiados do mundo. Hoje é um dos sócios do estúdio Vetor Zero, mas sempre se manteve ativo na música, compondo e tocando piano, seu instrumento de formação.

Álbum O Raio
iTunes: http://bit.ly/2iTunesOraio_Silibrina
Google Play: http://bit.ly/2GPlayORaio_Silibrina
Spotify: http://bit.ly/2spotifyOraio_Silibrina
BandCamp: https://goo.gl/X1AxNy

Redes Sociais
facebook.com/silibrina.band
instagram: @silibrina
youtube/silibrina

SERVIÇO:
Silibrina
Dia 27/04, às 21h30
Bona Pinheiros
Rua Álvaro Anes, 43 – Pinheiros, São Paulo
Ingressos à venda online: https://bit.ly/2vyA8Vc

CAMILA BRASILIANO E FELIPE BORIM LANÇAM ‘SÓS’ NA TUPI OR NOT TUPI

A cantora Camila Brasiliano e o violonista Felipe Borim fazem show de lançamento do álbum ‘Sós’ na Casa Tupi or Not Tupi, localizada à rua Fidalga, 360, Vila Madalena, próximo dia 06 de maio, a partir das 20H. O público presente vai poder conferir as canções do novo disco, bem como releituras de samba, choro e toadas.

Boa música não requer rótulos, mas sambas e canções regadas nas ricas tradições da música brasileira, talvez sejam as melhores formas de para definir o recém lançado ‘Sós’, da cantora Camila Brasiliano e do violonista Felipe Borim.

O álbum de 9 faixas, que conta com direção musical e arranjos do próprio Felipe Borim e mixagem e masterização de Luiz Leme e Vitor Loureiro, chega ao mercado pela Selo Cooperativa de Música, com distribuição digital e física Tratore Music.

Trata-se de uma homenagem a música popular brasileira ao ter em seu repertório músicas autorais e releituras de grandes mestres como Ary Barroso e e Baden Powell, por exemplo.

Entre os destaques estão ‘Refém da Solidão’ (Baden Powell) e ‘Cabecinha no Ombro’ (Paulo Borges), ambos clássicas do repertório popular brasileiro, mas que ganharam novas roupagens. Mas, há também espaço para o novo em faixas como ‘Moda Miúda’ (Ricardo Herz e Luis Felipe Gama) e ‘Água’ (Felipe Borim e Roberta Zerbini), que são músicas inéditas e de compositores contemporâneos.

O trabalho foi todo gravado no formato voz e violão, mas neste caso ambos são protagonistas, sendo parceiros em todas as canções. “O disco tem como base o diálogo intenso entre o violão e a voz, banhado na tradição deste formato dentro da música brasileira. Trata-se de um violão que não é mero acompanhamento, mas que carrega a identidade de um solista, que acompanha, mas também tece novas melodias, dando uma cara nova aos arranjos”, explica Camila Brasiliano.

A afinidade musical de Camila e Felipe começou em 2006 nas rodas de samba de São Paulo e aos poucos foram aprofundando o trabalho, criando músicas e arranjos que explorassem as possibilidades oferecidas por dois elementos: voz e violão.

Entre suas principais referências estão a revolução estilística de João Gilberto, o virtuosismo de Raphael Rabello com Ney Matogrosso, o violão e vocais rítmicos de João Bosco, até a sofisticação de Paulo Bellinati com Monica Salmaso.

O trabalho foi ganhando corpo ao longo dos anos, nos quais a dupla realizou diversos shows em São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, além de uma turnê pela Europa em 2015, com shows em casas de Lisboa e Barcelona.
Todas essas referências foram incorporadas e se combinaram para construir o som da dupla, que se expressa agora nesse novo trabalho: Sós.

Faixa a Faixa
1 – Refém da Solidão (Baden Powell e Paulo César Pinheiro)
2 – Moda Miúda (Luis Felipe Gama e Ricardo Herz)
3 – Água (Felipe Borim e Roberta Zerbini)
4 – Voltei (Baden Powell e Paulo César Pinheiro)
5 – Camisa Amarela (Ary Barroso)
6 – Las Ciudades (José Alfredo Jimenez)
7 – Mar Desserto (Makely Ka e Kristoff Silva)
8 – Foi Ela (Ary Barroso)
9 – Cabecinha no Ombro (Paulo Borges)

Serviços
Camila Brasiliano e Felipe Borim lançam o CD ‘Sós’
Data e Horário: 06.05.18 – 20h
Local: Tupi or Not Tupi – Rua Fidalga 360 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Informacoes: 3813.7404 – Cel: 999398791
Capacidade: 90 pessoas. Possui ar condicionado e acesso para deficientes.
Ingressos: R$ 40 Couvert Artistico
Vendas: https://tupiornottupi.net
Classificação etária: livre
Acesse: https://tupiornottupi.net